08.03.2018

bonecas bonecas bonecas bonecas

Apesar de estar longe de ter retomado o ritmo desejado aqui no blog, o ritmo dos dias parece se ter reencontrado. Acordo cedo porque me deito cedo (e deito-me cedo porque acordo cedo), e ainda no silêncio da casa vou ao pão na pequena padaria onde me recebem sempre com genuína simpatia. Começar o dia com pão quente saído do forno a lenha é um dos pequenos grandes luxos com que gosto de presentear o dia. Com a mesa posta para o pequeno-almoço, a casa desperta e logo se começa a corrida contra o tempo. Daí a pouco, já sozinha, tento dar um ar digno à casa, o que nem sempre acontece, tomo o primeiro de muitos chás e sento-me à máquina de costura. Rendi-me finalmente aos podcasts e aos livros audio, que se têm tornado companhia perfeita. O frio e a chuva não têm permitido caminhadas aqui perto do mar, que tem estado bastante agressivo, as gaivotas bem que o anunciam. Gosto de as ouvir mas o bater das ondas nas rochas é tão violento que se sente dentro de casa e não posso deixar de pensar nos pescadores e no que terão que enfrentar.

Estas serão as últimas bonecas solidárias que farei por agora. Foi um ano especial dedicado a estas bonecas e agradeço a todas que as receberam de braços abertos, Espero sinceramente que sejam boas companheiras e que façam parte da família por muito tempo.

Em breve terei novos trabalhos para mostrar. Mantenham-se por perto!

bonecas de 2017

bonecas 2017 bonecas 2017 bonecas 2017 bonecas 2017 bonecas 2017 bonecas 2017 bonecas 2017

Ao regressarmos de Moçambique, em Fevereiro de 2017, a Vanessa Campos perguntou-me o que achava da ideia de fazer bonecas africanas, juntando assim o Amo-te Mil Milhões ao Dress a Girl Around the World Portugal. Uma ideia brilhante, que juntava dois dos meus amores. Por cada boneca vendida eu faria um vestido para doar a uma menina algures no mundo. Assim foi. E sem saber como a ideia seria recebida pelo público em geral, logo começaram a chegar encomendas. 
Foram tantas que na verdade ainda estou a acabar encomendas de 2017. Não fosse a vida intrometer-se sempre nos nossos planos, teria feito mais. :)

O carinho com que o meu trabalho é recebido vale todo o esforço que nele invisto e se assim não fosse, o Amo-te Mil Milhões não estaria prestes a celebrar 10 anos de vida! Obrigada por me acompanharem.

Para ter acesso a mais fotos do meu trabalho e dia-a-dia pode seguir-me no instagram

19.01.2018

17.01 17.01 17.01 17.01

2018. Para uns, Janeiro não é mais que um mês; para mim, significa um novo começo, um novo capítulo, uma nova oportunidade. 
Podia dizer que passei o ano de 2017 a correr de um lado para o outro mas seria injusta para quem corre realmente de um lado para o outro todo o ano. Os meus dias são simples, relativamente calmos e embora esteja sempre a trabalhar, trabalho naquilo que mais gosto e que me alimenta a alma. 
Foi um ano de viagens, de muitos contactos com pessoas que não imaginava vir a conhecer, de muitas encomendas de bonecas, de muitos vestidos feitos e entregues. Foi, sem dúvida alguma, um dos melhores anos da minha vida.
Numa corrida contra o tempo, a certa altura decidi aceitar que não conseguia chegar a tudo a que me propunha. Este blog ficou em pausa embora muitas vezes escrevesse nele, em mente, de mim para mim. A verdade é que senti uma falta enorme deste diário, do contacto com quem o possa ainda ler, deste ritmo que nos traz à vida, mais pausada e atenta. 
O sol voltou e com ele desperta a terra e despertamos nós, sempre prontos a continuar.

2018, aqui estou eu.

boneca solidária

boneca solidária boneca solidária boneca solidária boneca solidária boneca solidária


As escolas quase a começar, um novo ano que se inicia. Eu, de volta ao trabalho, com muito gosto.

Mais uma boneca solidária a sair para a sua nova casa onde, sei, vai ser muito feliz.

boneca solidária

nova boneca nova boneca nova boneca nova boneca nova boneca

Todas estas bonecas me fazem lembrar as crianças com quem estive em Moçambique. Foram centenas. Ainda ouço as suas vozes. Dou por mim a sorrir enquanto coso, como se trocássemos olhares outra vez. Sinto que tenho que lhes dar voz, mostrar as suas caras, mantê-las vivas enquanto caem em esquecimento - não meu, mas do mundo. 

Esta já está na sua nova casa, nas mãos de um menino. 


rendida



Uns momentos de silêncio, que o sublime passou por todos nós este fim de semana.
O Salvador Sobral é daqueles seres especiais, veículos pelos quais a arte se faz expressar. 
Ele diz que não é espiritual mas eu não vejo outra coisa senão espírito quando canta. 

Que não nos faça passar por um desgosto de amor, que o queremos por muito tempo nas nossas vidas. 


boneca solidária

boneca solidária boneca solidária boneca solidária boneca solidária

Gosto particularmente da personalidade com que esta boneca nasceu. Parece-me calma, confiante e com um futuro promissor. Veste vestido (e roupa interior) feito com tecido desenhado pela própria mãe adoptiva e sente-se muito bem assim.
Que sejam muito felizes juntas e, se quiserem, vão mandando notícias!

boneca solidária

boneca solidária boneca solidária boneca solidária boneca solidária boneca solidária boneca solidária

Dou o meu melhor a estas bonecas. Muitas vezes não fico satisfeita, desmancho e volto a fazer, quantas vezes achar necessário. Não contabilizo todas as horas que cada uma delas me leva porque o faço com amor e é muito difícil dar um preço a um sentimento. Talvez trabalhe assim por ingenuidade, porque é só assim que sei ser. Porque acredito que o receptor vai entender a mensagem e cuidar da peça que fiz, com igual sentimento. Ao longo destes nove (9!) anos de Amo-te Mil Milhões tem sido uma honra poder trabalhar assim, graças aos que me procuram e acolhem e valorizam o que faço.

Obrigada a quem acredita e valoriza e mantém vivo o trabalho artesanal. 

Obrigada também a quem acredita na solidariedade e ajuda na contribuição de um vestido para o Dress a Girl Around the World Portugal ao comprar uma destas bonecas.